Herman Miller

Com a ergonomia e a inovação na génese de todos os seus produtos, a Herman Miller é a gigante do mobiliário de escritório.

A Herman Miller é um dos maiores e mais influentes produtores de mobiliário lounge e de escritório e tornou-se lendária devido à visão ergonómica de todo o espaço de escritório. Com mais de 100 anos de história, a marca norte-americana continua a surpreender dia-após-dia.

 

Herman Miller – Mais de 100 anos no mercado de mobiliário de escritório

Fundada originalmente em 1905 como Star Furniture Company no Michingan, a empresa começou por produzir peças de mobiliário de alta qualidade e conjuntos de quarto com estilo revivalista até aproximadamente 1923. Foi nessa altura que 51% da empresa foi comprada por Herman Miller e Dirk Jan De Pree. A partir desse momento, a empresa começou verdadeiramente a focar-se na criação de designs genuinamente americanos, utilizando madeira natural da região. Além deste pormenor, o foco no design das peças levou a que estas peças começassem a ter popularidade em todo o mundo.

Foram, então, contratados arquitetos que influenciaram grandemente os designers de mobiliário que trabalhavam nesta empresa. Até que, em 1945, Charles e Ray Eames foram contratados. Nesse ano a cadeira icónica “Eames Chair” foi lançada e, então, a Herman Miller começou a ser reconhecida internacionalmente.

A Eames é das peças de mobiliário de escritório americanas mais icónicas de sempre. Esta cadeira já foi utilizada inúmeras veze em séries de televisão e filmes, pelo que é impossível não ser reconhecida. Esta cadeira foi apresentada na série Mad Men e The Simpsons, mas esteve também representada no Lobo de Wall Street.

 

O departamento de pesquisa e a ergonomia

Nos anos 60 foi criado o departamento de pesquisa Herman Miller. Este departamento tinha, essencialmente, o intuito de aliar as novas tecnologias aos modos de trabalhar atuais. Este departamento tem sido responsável por novas peças de mobiliário de escritório inovadoras como a Aeron Chair. Considerada por muitos como a cadeira de escritório mais ergonómica e confortável disponível no mercado, uma geração inteira de empresários americanos, designers, proprietários de imóveis e apreciadores de mobiliário, estão rendidos aos designs da Herman Miller mais contemporâneos.

A partir deste departamento, a Herman Miller pretende criar soluções que providenciam um maior conforto e bem-estar.

Neste contexto da saúde e bem-estar, a ergonomia e o design são o ADN da marca. Pensando nas horas que muitos colaboradores das empresas passam sentados, ter uma cadeira que se adapta perfeitamente a qualquer posição e que proporciona uma sensação de conforto quando se trabalha, é então fundamental. Desta forma, trabalha-se melhor e produz-se mais. Cada cadeira é submetida a testes rigorosos de desgaste por simuladores que replicam o seu uso diário, até ao limite.

Tendo em conta o modo como se trabalha em escritório, a marca tem vindo a desenvolver o conceito inovador de “Living Office”. Este conceito consiste em espaços com mobiliário de escritório inovador onde trabalhar é uma experiência agradável e não um sacrifício.

 

Living Office – Um escritório para todos e para cada um

Este conceito foi criado pela Herman Miller em 2013. O Living Office assenta, assim, numa simples premissa: a forma como trabalhamos mudou, mas os escritórios não.

A mudança de paradigma no local de trabalho teve implicações a nível de departamentos, mas também a nível de indivíduos. As funções atuais passam muito mais por trabalho colaborativo e pelo contacto ininterrupto com novas tecnologias. Assim, nasce a necessidade de os locais de trabalho modernos se adaptarem aos novos modos de trabalhar e não o contrário, já que os colaboradores têm uma maior necessidade de um espaço e ambiente de trabalho mais flexível.

As soluções de design Living Office levaram anos de pesquisa por parte da Herman Miller. Após se ter apercebido de todas as mudanças que se fazem sentir por todo o mundo, a empresa americana dedicou-se a criar algo para além de peças de mobiliário de escritório ergonómicas e de alta qualidade. Era necessário repensar o conceito de escritório de forma holística e, por isso, a Herman Miller dedicou-se então a criar soluções para o escritório, interpretando-o como um todo. E, assim, a marca criou o conceito “Living Office”

 

Mobiliário de escritório “Living Office” e as necessidades dos colaboradores

A pesquisa da Herman Miller possibilitou à marca identificar seis necessidades fundamentais que os trabalhadores modernos partilham:

  • Segurança;
  • Autonomia;
  • Sentimento de pertença;
  • Status;
  • Propósito;
  • Realização.

O conceito Living Office é projetado para servir estas necessidades, ajudando a que os trabalhadores tenham um ambiente propício para as alcançar.

O Living Office, da Herman Miller, é uma verdadeira filosofia. Este aborda uma nova forma de estar num escritório, assim como de interação cooperativa entre equipas e com as tecnologias. Este conceito representa um espaço de trabalho de alto desempenho e com mobiliário de escritório que eleva a experiência laboral, principalmente por promover criatividade e colaboração. Ao fazê-lo, as próprias empresas também saem beneficiadas, já que as ajuda a atingir objetivos.

O Living Office é adaptado de forma diferente a todas as empresas tornando-se num instrumento em si mesmo. Assim, também as empresas expressam de forma única os seus valores.

 

Benefícios de um ambiente de trabalho centrado nas pessoas

A adoção da filosofia Living Office, da Herman Miller, traz inúmeros benefícios aos trabalhadores de uma empresa. Os trabalhadores ganham um sentido de pertença, pois os espaços de trabalho passam a promover a interação social e bem-estar. Além do mais, são igualmente inclusivos para todos os perfis de trabalhadores. Este ambiente de trabalho – e todo o mobiliário de escritório – facilita ainda a transição entre trabalho de equipa e trabalho individual de forma natural.

Através de um espaço de trabalho mais humanizado, as pessoas sentem-se realizadas e felizes. Consequentemente, o alto desempenho e máxima produtividade de cada um dos trabalhadores é atingido. Aqui está a grande vantagem competitiva que a Herman Miller e o conceito Living Office representa para as empresas. Em última instância, este promove a concretização dos objetivos e alcançar o sucesso, porque afinal os trabalhadores são o ativo mais valioso das empresas.

 

Herman Miller – Peças icónicas e prémios da gigante do mobiliário de escritório

Ao longo do seu século de existência a Herman Miller já provou a sua qualidade e designs icónicos através de vários prémios. Estes podem ser divididos em três grandes categorias:

  • Prémios para a empresa;
  • Prémios para o produto;
  • Consciência ambiental.

A marca americana já angariou 70 prémios para os seus produtos, 13 prémios ambientais e 30 prémios para a empresa. Os prémios de recursos humanos, de equidade laboral, benefícios e liderança e até Empresa do Ano são apenas alguns deles.

O primeiro design icónico a receber um prémio “Good Design Awards” foi a cadeira ergonómica Aeron, em 1996. Nesse ano, a Aeron recebeu mais 9 prémios até que, em 2017, com a remasterização da mesma, recebeu mais um galardão da indústria. No total a cadeira Aeron permitiu à Herman Miller arrecadar, então, 11 prémios.

Também a cadeira Eames, um design icónico da empresa, já ganhou vários prémios ao longo do tempo. Num total de 6 galardões em todas as suas variações, a cadeira Eames teve como uns dos mais marcantes o prémio “Design do Século”. O designer da peça – Charles Eames – foi igualmente distinguido como designer do século.

Outras peças de mobiliário de escritório com designs inconfundíveis e inovadores que foram também galardoadas são a cadeira Ava, o sofá modular Chadwick, as peças modulares Kivo, as cadeiras de escritório Sayl, Setu, Mirra e Embody. Esta última ganhou o prémio de melhor cadeira de 2008, o braço de monitor Flo, entre muitas outras peças.